Lei Divina ou Natural

Por Moacir Wilson De Sá Ferreira

“Que se deve entender por lei natural?

A lei natural é a lei de Deus. É a única verdadeira para a felicidade do homem. Indica-lhe o que deve fazer ou deixar de fazer, e ele só é infeliz quando dela se afasta.”

(O Livro dos Espíritos, questão 614)

Hippolyte Léon Denizard Rivail, sob o pseudônimo de Allan Kardec, formulou uma série de questões aos benfeitores espirituais sobre a Lei Divina ou natural.

As perguntas e respostas formam a “Parte Terceira” do Livro dos Espíritos, primeiro livro da Codificação Espírita, intitulada “Das leis morais”.

Kardec dividiu, didaticamente, as leis morais em 10 Leis: Adoração, Trabalho, Reprodução, Conservação, Destruição, Sociedade, Progresso, Igualdade, Liberdade, e, por fim, a de Justiça, Amor e Caridade.

Nesta série de artigos vamos destacar as principais ideias que constam da “Parte Terceira” deste verdadeiro tratado de Filosofia, Ciência e Religião que é o Livro dos Espíritos.

Eis as principais ideias da Lei Divina ou natural:

“Eterna e imutável como o próprio Deus.”

– “A harmonia que reina no universo material, como no universo moral, se funda em leis estabelecidas por Deus desde toda a eternidade.”

– “Todas as leis da Natureza são leis divinas, pois que Deus é o autor de tudo.”

– “Todos podem conhecê-la, mas nem todos a compreendem. Os homens de bem e os que se decidem a investigá-la são os que melhor a compreendem.”

– “A Lei Natural regula toda a condição humana e a humanidade se melhora à medida que amplia suas perspectivas de compreensão e aperfeiçoa-se no exercício dessa lei.”

Encerramos nossa reflexão com a questão 621 do Livro dos Espíritos:

– “Onde está escrita a lei de Deus?” pergunta Kardec.

“Na consciência”, respondem os benfeitores espirituais.

No próximo artigo vamos conhecer um pouco mais sobre a “Lei de Adoração”.

Por Moacir Wilson De Sá Ferreira

Veja o próximo artigo – Lei de Adoração

Conheça a Biblioteca virtual do site da CME – Clique aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *